Tuesday, 27 October 2015

Metamorfose ambulante

O inverno está chegando e eu não paro de pensar em flores...uma fase se acaba e outra se inicia... a vida também é assim não é?

Ultimamente quando eu vinha visitar meu próprio blogue e eu encontrava aquela tela cinza... a vontade escrever virava a esquina e ia embora... eu precisava me reencontrar. Reencontrar o motivo pelo qual eu comecei a blogar. Re-afirmar as coisas que eu sou e que eu gosto... 


balançando com a brisa e o Sol quentinho da minha imaginação eu escrevi isso... 


em vinte linhas
nasci em fevereiro. numa terça-feira à tarde 
e uma semana antes do carnaval
a previsão do tempo no dia era de “dia bom com nebulosidade variável, sujeito a instabilidades isoladas. temperatura estável. sol a tarde.”
-  mais parece a definição do meu humor
trinta e poucos. Casada com um moço que me faz rir. 
london é casa. brasil é férias.
leitora ávida, viajante nas horas vagas e
mãe de primeira viagem muito em breve
tive depressão, piolho e caxumba. mas já estou boa. 
saudades? de tomar picole de côco na praia. 
gosto de flores e de coisa velha (mas é mais chique dizer vintage)
falo sozinha. sou meio maluca.
detesto reclamação. 
e escrevo desde sempre.
estou aqui para me expor (ainda que semi-anonimamente) porque cansei de me esconder.
procuro coordenadas para minhas linhas tortas e sem direção. 
para falar palavras inteiras. e assim quem sabe alguém as ouça. 
e ao aprender onde vou talvez eu me revele: 
A mim. 
Amen.

No comments:

Post a Comment

I love comments, they make my day. Let me know you stopped by.